terça-feira, 18 de dezembro de 2018

MERCOSUL NÃO SERA PRIORIDADE PARA O GOVERNO BOLSONARO AFIRMOU FUTURO MINISTRO

Em 1º de janeiro, assume o governo o presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, e a expectativa é qual será a posição tomada quanto o Mercosul. Ate porque integrantes da equipe do presidente eleito, já afirmaram que o Mercosul não será prioridade. O próprio futuro Ministro Paulo Guedes,  fez esta afirmação a respeito do bloco formado por Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai. O futuro ministro também afirmou que o Brasil por causa disto ficou prisioneiro de alianças ideológicas, e que o bloco só negociava com quem tinha inclinações bolivarianas. Portanto se isto realmente ocorrer a integração regional iniciada na América Latina em 1991 esta a poucos dias do final para o Brasil, que foi um dos fundadores do Mercosul. Porem mesmo diante desta incerteza, os primeiros lideres a confirmarem a presença na posse de Bolsonaro foram do Mercosul. SEBADINIZ

domingo, 16 de dezembro de 2018

O PRESIDENTE DA VENEZUELA NÃO FOI CONVIDADO PARA POSSE DE BOLSONARO EM 1º DE JANEIRO DIZ FUTURO MINISTRO

Neste domingo (16), em publicação no TWITTER, o futuro Ministro das Relações Exteriores Ernesto Araújo, diz que o presidente da Venezuela  Nicólas Maduro, não foi convidado para a posse do presidente eleito Jair Bolsonaro. Segundo o futuro Ministro, não ha lugar para Maduro numa celebração da democracia e do triunfo da vontade popular Brasileira. Esta correto o futuro Ministro em suas afirmações, até porque não seria justo com o povo Venezuelano, trazer para uma festa democrática uma pessoa que atropela a democracia em seu país. O Brasil não precisa de apoio de um governante que oprime seu povo, provocando uma imigração desenfreada da população que foge do regime implantado em seu país. Assim sendo nossos futuros governantes estão de parabéns pela atitude tomada, dizendo um não ao autoritarismo em apoio a democracia. SEBADINIZ

sábado, 15 de dezembro de 2018

O PRESIDENTE DO BRASIL DETERMINA A EXTRADIÇÃO DO ITALIANO CESARE BATTISTI

Condenado pela justiça Italiana a prisão perpetua por quatro homicídios ocorridos na década de 70, o Italiano Cesare Battisti, teve sua extradição determinada nesta sexta feira (14), pelo presidente Brasileiro Michel Temer. A prisão de Battisti, foi ordenada esta semana pelo ministro do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux, e até agora o Italiano não foi encontrado pela Policia Federal. Em 2007 o foragido Italiano teve sua prisão decretada aqui no Brasil, porem o Ministro da Justiça Tarso Genro o considerou um foragido politico. Em 2010 foi aprovada a extradição de Battisti, porem o ex-presidente Lula decidiu não extradita-lo. Agora com sua extradição definitivamente ordenada pelo presidente Temer, ele já é considerado foragido, ate porque não é visto desde 28 de novembro. Pelo decreto assinado por Temer, Battisti, sera extraditado assim que for preso, e já tem até um avião militar Italiano aguardando para leva-lo para prisão na Itália. Por esta decisão tomada por Michel Temer, o presidente Italiano Sergio Matarella, agradeceu através de uma rede social. portanto agora só resta ser encontrado o foragido, para que a justiça seja cumprida. SEBADINIZ 

COLETES AMARELOS VOLTARAM AS RUAS PELO QUINTO SABADO NA FRANÇA

Neste sábado (15), os Coletes Amarelos voltaram as ruas na França pelo quinto sábado seguido, embora o presidente Emmanuel Macron, tenha feito algumas concessões. O presidente Frances anunciou o congelamento do imposto carbono e afirmou que reduziria o imposto para aposentados e aumentaria o salario minimo em cem euros. Porem isto não foi o suficiente para desmobilizar os coletes amarelos, que no inicio protestavam contra o aumento do diesel e depois virou contra o governo de Emmanuel Macron. Bem que o governo tentou desmobilizar o movimento dos Coletes Amarelos esta semana, porem não conseguiu e eles se reuniram na avenida Champs-Élysées, não se intimidando com as advertências do governo. Embora o movimento de hoje não tenha o numero de pessoas das manifestações anteriores, isto é uma forma de mostrar ao governo sua baixa popularidade e o descontentamento do povo. Este movimento também é uma forma da população mostrar ao governo que as medidas tributarias colocada em execução prejudicou os mais pobres beneficiando somente os mais ricos. Portanto a mobilização que aconteceu hoje é uma demonstração de que o povo esta contra a politica econômica adotada pelo governo Macron. SEBADINIZ



Este conteúdo foi produzido pelo Sistema Jornal do Commercio de Comunicação. Para compartilhar, use o link https://jconline.ne10.uol.com.br/canal/mundo/internacional/noticia/2018/12/14/coletes-amarelos-estao-decididos-a-prosseguir-com-protestos-365626.php


sexta-feira, 14 de dezembro de 2018

PRESIDENTE E VICE PRESIDENTE ELEITOS DO BRASIL FORAM DIPLOMADOS

Na segunda feira (10), foram diplomados pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) e o vice-presidente eleito Hamilton Mourão (PRTB). Esta segunda feira, foi um dia especial, pois foi oficializado o resultado obtido nas urnas pela chapa de Bolsonaro e Mourão, onde obtiveram 57,7 milhões de votos, sagrando-se vencedores no segundo turno. Ao vencer as eleições no segundo turno, em 28 de outubro Bolsonaro, entra para a historia como  o 38º presidente do Brasil. Em 1º de janeiro de 2019, o presidente eleito Jair Messias Bolsonaro de 63 anos  e capitão reformado do Exercito, recebera faixa presidencial de Michel Temer. O capitão Bolsonaro, entrou para a reserva do exercito em 1989 e seguiu carreira politica. Bolsonaro foi Vereador do Rio de Janeiro e 7 vezes Deputado Federal entre 1991 e 2018, portanto uma longa carreira politica com algumas polemicas durante seu trajeto. Durante a campanha o presidente eleito falou que iria fazer um governo sem viés ideológico de esquerda, se apresentando como um candidato de direita. Durante seu discurso de diplomação, o presidente eleito agradeceu a todos seus eleitores e falou que seu governo seria pautado nos interesses do Brasil, na soberania nacional e pediu a confiança daqueles que não o apoiaram, pois iria governar em benefícios de todos. Depois de seu discurso durante sua diplomação, ficou a esperança do povo em dias melhores, e que a economia cresça e traga de volta os empregos de mais de 14 milhões de Brasileiro. Portanto o que o povo espera é que este governo realmente invista em setores que esta deixando a desejar, que é a saúde, segurança e educação que é a base de crescimento de um país e governos anteriores supostamente fingiram que investiram. SEBADINIZ

quarta-feira, 12 de dezembro de 2018

O PROJETO ESCOLA SEM PARTIDO SERÁ ARQUIVADO POR NÃO TER SIDO VOTADO O PARECER

Nesta terça feira (11), o projeto Escola Sem Partido não foi votado, portanto não haverá mais reunião da comissão nesta legislatura. Esta foi a 12ª reunião sem que os trabalhos do colegiado fosse votado, o que impediu o avanço da tramitação da proposta. Portanto como estamos no fim da legislatura, os projetos que não tem parecer aprovado nas comissões serão arquivados. ACORDA BRASIL, (Este projeto de Lei 7180/2014 de autoria do Deputado Federal Erivelton Santana, nasceu de um movimento político iniciado em 2004 por indignação do criador Miguel Nagib, com um Professor de Historia. Portanto este texto querendo impedir o pensamento critico amordaçando todos os Professores  é um absurdo. O Professor é um educador que transmite o conhecimento para formação do cidadão e isto que estão querendo fazer é uma ameaça a liberdade de expressão. Será que o criador desta coisa chamada Escola Sem Partido, não percebeu que o cartaz afixado com os "Deveres do Professor", ira acusar mais ainda a curiosidade do aluno? Parece que isto eles não perceberam mesmo, e o que eles querem é que supostamente os alunos não obtenham conhecimentos políticos para que não possam questiona los no futuro) FALEI E ESTA FALADO


sábado, 8 de dezembro de 2018

EM PARIS O SÁBADO FOI DE PROTESTOS

Franceses saíram  pelas ruas de Paris, neste sábado (8) em protesto contra o presidente Emmanuel Macron. A onda de protestos começou em novembro, quando os chamados ¨coletes amarelos¨ foram as ruas protestarem, pedindo a redução da taxação no preço da gasolina, e contra redução da velocidade nas rodovias e a não  redução dos impostos das grandes fortunas. Diante destas manifestações ocorridas, o presidente resolveu suspender o imposto sobre combustíveis. Porem como isto foi o estopim para inicio de outras reivindicações, a população foi as ruas em manifestação pela quarta semana. E agora  pedem o aumento dos valores do salário mínimo e das aposentadorias bem como a renúncia do presidente Macron. Durante estas manifestações houve enfrentamentos entre manifestantes e a policia onde diversas pessoas foram presas. Embora o colete amarelo tenha virado um simbolo de luta social, o movimento popular contra o governo Macron, não foi originado pela esquerda. Portanto estas manifestações contra o governo de direita, eu creio que seja uma forma do povo mostrar seu descontentamento com a atuação do governo. FALEI E ESTA FALADO